Sábado, 10 de Março de 2007

QUE DEUS ?

Que Deus?

Quem quer que sejas, onde quer que estejas
Diz-me se é este o mundo que desejas
Homens rezam, acreditam, morrem por ti
Dizem que estás em todo o lado mas não sei se já te vi
Vejo tanta dor no mundo pergunto-me se existes
Onde está a tua alegria neste mundo de homens tristes
Se ensinas o bem porque é que somos maus por natureza?
Se tudo podes porque é que não vejo comida à minha mesa?
Perdoa-me as dúvidas, tenho que perguntar
Se sou teu filho e tu amas porque é que me fazes chorar?
Ninguém tem a verdade o que sabemos são palpites
Se sangue é derramado em teu nome é porque o permites?
Se me destes olhos porque é que não vejo nada?
Se sou feito à tua imagem porque é que durmo na calçada?
Será que pedir a paz entre os homens é pedir demais?
Porque é que sou discriminado se somos todos iguais?

Porquê que os Homens se comportam como irracionais?
Porquê que guerras, doenças matam cada vez mais?
Porquê que a Paz não passa de ilusão?
Como pode o Homem amar com armas na mão? Porquê?
Peço perdão pelas perguntas que tem que ser feitas
E se eu escolher o meu caminho, será que me aceitas?
Quem és tu? Onde estás? O que fazes? Não sei
Eu acredito é na Paz e no Amor

Por favor não deixes o mal entrar no meu coração
Dou por mim a chamar o teu nome em horas de aflição
Mas tens tantos nomes, és Rei de tantos tronos
E se o Homem nasce livre porque é que é alguns são donos?
Quem inventou o ódio, quem foi que inventou a guerra?
Às vezes acho que o inferno é um lugar aqui na Terra
Não deixes crianças sofrer pelos adultos
Os pecados são os mesmos o que muda são os cultos
Dizem que ensinaste o Homem a fazer o bem
Mas no livro que escreveste cada um só leu o que lhe convém
Passo noites em branco quase sem dormir a pensar
Tantas perguntas, tanta coisa por explicar
Interrogo-me, penso no destino que me deste
E tudo que acontece é porque tu assim quiseste
Porque é que me pões de luto e me levas quem eu amo?
Será que essa é a justiça pela qual eu tanto reclamo?
Será que só percebemos quando chegar a nossa altura?
Se calhar desse lado está a felicidade mais pura
Mas se nada fiz, nada tenho a temer
A morte não me assusta o que assusta é a forma de morrer

Quanto mais tento aprender, mais sei que nada sei
Quanto mais chamo o teu nome menos entendo o que te chamei
Por mais respostas que tenha a dúvida é maior
Quero aprender com os meus defeitos, acordar um homem melhor
Respeito o meu próximo para que ele me respeite a mim
Penso na origem de tudo e penso como será o fim
A morte é o fim ou é um novo amanhecer?
Se é começar outra vez então já posso morrer

 

in "Ritmo, Amor e Palavras"

publicado por bossac às 00:48
link do post | comentar | favorito
|
27 comentários:
De SCP a 13 de Março de 2007 às 10:58
Deus quêr que sejamos livres,o mundo é mau porque nós o fazemos mau,Deus não nos impoem nada nós é que escolhemos o caminho,se Ele nos obriga-se a ser todos bons onde estaria a nossa liverdade?
De Egídio Manuel Fialho Santos a 13 de Março de 2007 às 12:17
Caríssimo,

Acho a letra cheia de coisas bonitas para nos fazer meditar e cada questão daria para uma boa reflexão.

A morte é o fim ou é um amanhecer? -pergunta. Se é começar outra vez, então, já posso morrer.



Eu não tenho dúvidas nenhumas que a morte não é o fim para ninguém. É apenas o princípio de uma nova forma de existir, porém, mais plenamente com Deus ou sem ele.

O que criticas em relação aos dogmas e ao que aprendeste na catequese é apenas uma caminhada na tua posição perante a verdade. Nada é definitivo nesta vida, tudo é relativo, só o Amor é a verdade total porque Deus é Amor, embora os homens tenham criado muitas ilusões acerca do mesmo.

A Verdade sobre a Terra é feita de muitas verdades e de formas diferentes de a considerar - que, necessariamante , não são mentiras. A mentira é sempre cobardia: A verdade é honestidade, é a base da Caridade verdadeira, pois sem verdade não pode haver Caridade: Deus charitas est. O que os homens fazem do amor de Deus a maior parte das vezes não tem nada a ver com a Vontade de Deus. O homem foi criado livre mas ele procurou muitas invenções que o têm afastado de Deus. Deus quer o homem livre mas esta procura a escravidão onde pensa que vai encontrar a liberdade.

De facto, Deus é destino, mas apenas o destino onde o homem deve chegar, na sua plenitude de ser humano e espiritual. O homem todo tem a sua realização plena em Deus. Fora de Deus, à Sua margem, ele não encontra a felicidade, a não ser episódios de felicidade efémeros e sem futuro eterno. O homem é criado para a eternidade. A experiência de Deus faz-se no amor aos homens, na nossa relação diária de compreensão, de respeito, de ajuda mútua. Aí está Deus. Fora do amor não encontramos Deus.



Amigo, todos os dias eu estou lidando com almas do purgatório e com almas perdidas e com os Santos do Céu, devido a uma missão espiritual de ajuda aos vivos e aos falecidos. Esta é a grande verdade! Todos os dias estou ajudando a libertar almas de pessoas falecidas que andam perdidas, fora de Deus, ligadas às coisas da Terra e até às coisas do Mal em que se deixaram aprisionar já antes da sua morte sobre a Terra. A morte é uma passagem para uma nova forma de viver. Mas são poucos os que entram na Paz de Deus ou do Céu, sem terem de passar por um tempo de purgatório; grande parte das almas, porém, ficou perdida. Nem sequer entrou no purgatório para se purificar antes de entrar no Céu. São almas errantes, perdidas, invocadas tantas vezes por "bruxos" e "bruxas" ou homens e mulheres e até jovens com más intenções espirituais que as aprisionam pelo poder diabólico.



Amigo, como vê, também eu levanto aqui uma série de coisas novas para si, talvez! Sou católico, não sou espírita, nem trabalho em artes de ocultismo. Sou apenas um cristão empenhado na Igreja, com uma missão especial, como disse atrás.
Há tantos jovens cheios de problemas, de drogas, de depressão, de falta de horizonte para a vida, sem esperança, escravos de vícios e de ideias modernistas que apenas os levam de erro em erro, de verdade em verdade, sem chegarem a lado nenhum que os ajude a serem felizes.

Em breve, a grande Verdade de Salvação de Deus será apresentada novamente a toda a humanidade. Infelizmente, muitos só aprenderão com os males que se avizinham e muitos já estão o presentes, incluindo a loucura de tanta gente se deixar enveredar por rituais satânicos e consagrações a Satanás. Deus tudo permite, até um dia, porque, ainda que os homens sem Deus vençam muitas batalhas, a vitória, na Guerra, pertencerá sempre a Deus, pois só Ele terá a última palavra.
Um abraço. Dou-lhe as minhas felicitações pela sua lucidez e espírito de sinceridade e de procura da verdade.
Egídio M. F. Santos
egídiosantos@sapo.pt
De Ana a 13 de Março de 2007 às 17:20
Bom, vejo que apagaste o meu comentário mas pelo menos corrigiste parte dos erros de português. Só falta uma coisa - não se diz 'Porquê que', mas sim 'Porque é que'. E não é liberdade artística, ou é? Escusas de agradecer a chamada de atenção, Boss!
De bossac a 13 de Março de 2007 às 19:15
Quanto à acentuação foi lapso. Quanto ao "Porquê" é propositado. Não te esqueças que é uma letra de uma música e musicalmente soa melhor. Obrigado pelas chamadas de atenção...
De danifilth ++ a 13 de Março de 2007 às 21:15
pois... sou completamente a favor dakilo k escreves nesta musica pk mts vezes questionamos -nos será k Deus existe? pois existe mas so lembramos dele nos momentos de conflito/sofrimento! nao é Deus k tem culpa das guerras mas sim os homens....
++++++++++++++Danifilth+++++++++++++
De Pinto a 13 de Março de 2007 às 22:25
É isso mesmo, cada um deve viver a sua espiritualidade, isso é muito importante, porque implicará viver em liberdade. A liberdade e a fraternidade deveriam ser as grandes religiões. Quanto à temática do divino, não me parece que nenhum homem nascido de uma mulher possa ter a veleidade de querer chegar a nenhuma conclusão sobre o assunto. Mas, há outras questões mais urgentes neste momento, por exemplo: quantos homens pobres são precisos para fazer um rico?
De Bunny a 14 de Março de 2007 às 11:18
muito boa letra...gostei mesmo
De mjoaomeireles@gmail.com a 14 de Março de 2007 às 12:00
É com o coração que vemos claramente; o que é essencial é invisivel aos nossos olhos.
Deus bate suavemente na porta do teu coração. Se abrires a porta e o convidares a entrar, intimamente ceará contigo e responderá a todas as tuas perguntas.
MJM
De Patrícia Soares a 14 de Março de 2007 às 15:28
Talvés encontrem as respostas em http://averdadedasverdades.com.sapo.pt
De *anonima* a 28 de Março de 2007 às 19:06
a musica ta mt fixe continua assim
De KoNy a 1 de Abril de 2007 às 23:43
Deus é e será sempre o ópio do povo... Seja ele de que forma for, defendem todos o mesmo , compalavras diferntes, o facto é, que o mundo continua a ser um inferno para muitos e um paraiso para poucos...

Comentar post

.posts recentes

. ...o fechar de um ciclo!

. Comentário sobre o videoc...

. Que Deus?

. Ao vivo e em directo...

. Em directo no SAPO Messen...

. Questionar?

. Diz-me o que pensas e vem...

. QUE DEUS ?

. Biografia

. Tour 2006

.tags

. actuações

. amor

. armas

. biografia

. comentário

. deus

. directo

. exclusivo

. festivais

. guerra

. ilusão

. lá por fora

. letra música

. mundo

. nomeações

. paz

. prémios

. que deus

. sapo msg

. tour 2006

. video

. videoclip

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds